Buenos Aires – manifestação, diferenças sociais e povo

Por Ale e Robert’s

Bom, enquanto estávamos em Puerto Madero começamos a ouvir rojões e helicópteros voando baixo. Imaginamos haver alguma manifestação na Plaza de Mayo. E era mesmo. Tratava-se de uma manifestação contra a fome e contra os assassinatos pela policia que, segundo eles, matam muito facilmente os pobres. Chamam esta ação da polícia de Gatilho Fácil, um protesto contra a “limpeza social”.

Sentímos a tensão no ar. Vários carros de Choque da Policia, vários policias tamanho Pitbull com colete a prova de balas. E do lado dos manifestantes 2 trios elétricos com várias bandeiras vermelhas com a imagem de Che Guevara. Vimos diversos manifestantes com paus na mão. Uma batida forte de bumbo entoava alguns gritos de guerra. Entre nós, marcamos um ponto de encontro distante dalí para o caso de haver algum corre-corre. Era o que a gente estava querendo ver, panelaço, a polícia batendo, etc. Mas não acontecia nada. O mais engraçado é que tinham várias crianças. Os pais levaram os filhos para protestar com eles.

Vimos a presença de muitos descendentes de indígenas. Pelo que vimos eles fazem o papel de segregados da sociedade. São eles quem possuem os sub-empregos, alguns são moradores de rua, pedintes.

Os argentinos são bem amigáveis. Mas não espere muita cordialidade nas lojas e restaurantes. Mas é o estilo deles. Todos são muito elegantes. Tanto homens quanto mulheres. A maioria anda maquiada e perfumada. Apenas um detalhe que reparamos é que os dentes deles nem sempre são alinhados e brancos.

Nota-se muitos carros velhos. Da década de 70. Há muitos carros a diesel. Então dá para imaginar a poluição por lá. O trânsito é bem caótico como em todas as metrópoles. Há poucos carros de luxo e novos. Também não há motos e, conseqüentemente, não há motoboys. Graça a Deus!

Vale lembrar que a Argentina também passou por diversas crises econômicas recentes. Na época de Menen eram dolarizados e a economia não agüentou segurar a paridade do câmbio. Passaram pela guerra das Malvinas. Acho que isso dá um sentimento patriótico neles. Sempre que podem estão com a camisa da seleção, há diversas bandeiras argentinas espalhadas pela cidade, lojas, as roupas sempre tem algo de azul claro, etc.

É um povo apaixonado pelo futebol. Se o Pelé é rei para o Brasil, então Maradona é Deus para eles. Nesse ponto, eu, Robert`s, travei várias discussões com eles. CLARO! Ou são River ou são Boca.

Uma coisa que ficamos sabendo que o próximo DVD do show da Madonna será o do Show de Buenos Aires. Disseram-nos que a Madonna chorou quando cantou Don’t Cry for Me Argentina. Vale lembrar que ela fez o papel de Evita no filme homônimo.

Os homens se cumprimentam com beijos. Acho que esse tipo de contato dá uma proximidade maior entre eles. É fácil encontrar grupos de amigos, apenas homens e de todas as idades, se abraçando, rindo, conversando alto num café, restaurante.

Anúncios

3 Respostas

  1. Adorei o seu texto!…Virei fã do teu blog..Também estive em BUE em Agosto/2008 e deixei um relato muito bacana no meu blog também….
    Vou procurar ler tudo sobre a aventura de vocês….Abraço..Christiane/RJ

  2. Oi Chris, que bom que tenha gostado.
    Deixe o link do seu blog tb.
    Obrigado!
    Alex

  3. Nao sao descendentes de indígenas , sao latinos (peruanos, paraguachos, uruguachos e chilenos ) o mesmo que acontece com Sao Paulo em relação aos nordestinos , acontece em BsAs pois Buenos Aires e como Sao Paulo. Quem tenta a vida na cidade grande e se da mal acaba engolido pela cidade, nao consegue trabalho e nem dinheiro para voltar. Falo isso por que vivi mais de 10 dias em Buenos Aires.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: