16º dia – Puerto Natales-Chile, Torres Del Paine-Chile e El Calafate-Argentina

Em seguida saímos em direção ao Parque Nacional Torres del Paine que fica a uns 70km de lá. Há 2 rotas, uma pela estrada normal e pavimentada e outra por uma estrada nova conhecida como Carretera Nueva, Fomos pela nova, seguindo a dica de um chileno que já havia morado no Brasil e estava hospedado no Hostel. Valeu a pena. O trecho é lindo. Tem vários “miradores” pela estrada ou mirantes para nós brasileiros. Quem passar pela estrada irá reparar que há árvores com os galhos e folhas pendentes apenas para um lado. São as árvores bandeiras (arbol bandera), que recebem o vento o tempo todo por uma direção e acabam se moldando ao vento. Bem interessante.

Chegado ao parque fomos, pelo pouco tempo que tínhamos, optamos por visitar 2 pontos do parque. Os icebergs que se desprenderam dos glaciares e as Torres del Paine, que é uma montanha com formações rochosas pontiagudas que lembram torres. Infelizmente o tempo estava bem chuvoso e não conseguimos avistar as Torres. Pena, e como disse um chileno que encontramos, assim é a “naturaleza”.

Para quem tem tempo Torres del Paine é uma ótima visita. Há diversas trilhas. A trilha mais famosa chama-se “W” porque o formato da trilha é um “W” e leva-se em média 4 dias. Há uma trilha mais longa chamada “A volta” que é uma volta completa pelo parque e leva-se em média 6 a 8 dias. Tô fora. É para quem gosta. E quem não tiver equipagem, em Puerto Natales é possível alugar tudo. Desde barracas, botas, gás, lampiões, etc. A cidade vive dos mochileiros.

Saímos de lá e seguimos em direção a El Calafate na Argentina. Ou seja, mais aduanas e tal. Saindo do parque fomos em direção a Cerro Castillo, última cidade chilena antes de cruzar a fronteira. Essa fronteira é bem chatinha, há muitos ônibus entrando e saindo e há muita gente. Para quem chega ao Chile de ônibus, todas a malas são revistadas.

Boa parte do caminho é de rípio (pista de cascalhos). Chega uma hora que cansa. O carro chacoalha todo. Respiramos pó o tempo todo. Abrir o vidro nem pensar. Mas nesse dia fomos presenteados com uma linda vista de um arco-íris. Brilhava muito. Nunca vímos um arco-íris com uma cor tão forte. E dava para ver o arco inteiro. Incrível.

Perto de El Calafate ventava muito. Já era noite e estrada é deserta. Acho que desde Torres Del Paine até El Calafate, uns 350km, cruzamos com apenas 4 carros. Um deserto. Não há nada. Apenas vegetação e animais silvestres.

Enfim chegamos, já bem tarde em El Calafate. Ficamos no Hostel del Glaciar. Muito bom. Boa estrutura, limpa e com Wifi. Fizemos nosso jantar e cama.

Anúncios

3 Respostas

  1. Ao sair do Parque Torres del Paine para cruzar a fronteira em Cerro Castillo, você retornou pela Rota 9 até Puerto Natale e entrou na rota Y-325 e cruzou a fronteira em Paso Cerro Castillo – Paso Cancha Carrera e entrou na Argentina na rota 293 que termina na rota 40? Daí vc foi direto para El Calafate, certo?

  2. Gostaria de fazer o mesmo roteiro só que ao contrario Calafate- Torres del Paine. Foi 350km e quantas horas?

  3. hum… ja ta fazendo um ano e to me esquecendo, lembro q se for a estrada de terra nao da pra passar dos 60km/h, entao…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: